01.Grand Trail.png

Columbus Grand Trail (CGT)

1 de Fevereiro de 2020, Ilha de Santa Maria

2020, February 1, Island of Santa Maria

74.5 km  
2810m  
2810m
2019_Azores_Trail_Run®_-_Columbus_Grand_
 
Columbus Grand Trail (CGT)

O Columbus Grand Trail inicia-se no Largo da Câmara Municipal de Vila do Porto em direção à igreja Matriz, continuando pela artéria principal da vila, passa junto ao Forte de São Brás em direção ao Caminho Velho do Cais desfrutando da Marina de Vila do Porto direção ao estaleiro na Doca Seca, a partir do qual segue pela praia do Calhau da Roupa e margem da Ribeira de São Francisco. 

 

A partir daqui o trajeto segue pelo percurso pedestre da Costa Sul, passando pelo Monumento da Pedreira do Campo, Grutas do Figueiral, Prainha e Praia Formosa, sendo todos estes locais privilegiados pela presença de fósseis marinhos únicos, contemplação do mar e encosta sul da ilha até ao Forte de São João Batista. 

 

Neste percurso, o piso é maioritariamente percorrido em caminho rural, pastagem e rocha marítima. O percurso segue nas margens da Ribeira da Praia onde começa a subida para o Caminho Velho da Praia até ao lugar de Além, inicialmente por caminho de asfalto e depois em terreno rochoso técnico e estrada regional até ao primeiro posto de abastecimento. Em Além o percurso faz-se por veredas onde antigamente passavam carros-de-bois que transportavam água da ribeira, aqui o terreno técnico escorregadio desemboca no caminho rural da Piedade que conduzirá os atletas até ao Barreiro da Piedade e, por entre pastagens, ao cimo do monte da Vigia da Baleia.  Na Ponta de Malbusca, num pequeno single track, o percurso passa junto de um fenómeno geológico precioso, a disjunção prismática da Ribeira dos Maloàs, e encosta marítima onde se contempla as vinhas do Sul. Seguindo o trajeto os atletas são conduzidos à subida por entre pastagens até à ermida de N. Sr.ª da Boa Morte. A descida para a Ribeira do Cardal faz-se por entre mata, num piso argiloso escorregadio, voltando a subir por entre pastagens até ao povoado do Cardal, onde o casario típico mariense marca a paisagem. O caminho em asfalto entre o Cardal e o início da descida para a Baia da Maia passará a uma descida técnica nos primeiros currais de vinha deste lugar. Na passagem pela Baia, em caminhos estreitos e orla costeira com calhau rolado, o Farol de Gonçalo Velho e a piscina natural estarão sempre em vista até ao segundo posto de abastecimento.

 

Em direção à ermida da Boa Viagem, a subida íngreme da encosta faz-se pelas escadarias irregulares que nascem por entre os currais de vinha, seguindo pelas pastagens húmidas, junto da Ribeira do Aveiro. O caminho de terra conduzirá os atletas ao centro da Freguesia de Santo Espirito, passando por um antigo fontanário entre pastagens e as ruinas de um moinho de vento. A fachada da igreja da Nossa Senhora da Purificação marca o centro da freguesia e os atletas são convidados a contorna-la, seguindo pela rua do Museu até à copeira de Santo António onde tradicionalmente se servem sopas em honra do Espírito Santo. A subida da Rua do Boquete dará lugar a uma pequena descida técnica para de novo subir duas pastagens íngremes em direção à Azenha e Fonte Clara onde o percurso passa a caminhos rurais antigos. Depois da passagem junto ao Miradouro do Espigão, a descida faz-se em caminho de acesso a pastagens e estrada regional que leva os atletas ao anfiteatro natural da Baia de São Lourenço. A descida até ao livel do mar faz-se pelas escadas entre os vinhedos da casta americana Isabella. Percorrendo o passeio marítimo, e depois da passagem pelo terceiro posto de abastecimento, a subida faz-se pela escadaria ingreme da Fajazinha até ao caminho do Barreiro, que em suave descida conduzirá os atletas à Ponta do Norte onde, entre pastagens, se contempla a Baia e ilhéu do Tagarete. A travessia entre o lugar do Norte e os Lagos faz-se por descida em terreno húmido que logo dará lugar a um caminho rural que sobe o Poço Grande e desce a Boavista, onde se começa a contemplar a freguesia presépio, Santa Bárbara, e encontro de outro posto de abastecimento. 

Ao deixar o povoado repleto de casas com a arquitetura típica mariense, a subida faz-se em direção ao Poço da Pedreira, mais um geossítio único marcado pela ação do Homem na extração manual da Pedra-de-Cantaria. Passando junto dos velhinhos moinhos de vento do Arrebentão a descida técnica e escorregadia em direção à ribeira do Forno e Cai’água dará lugar à longa subida por caminho rural em direção ao Pico Alto. Na estrada de acesso ao ponto mais alto da ilha, o caminho desvia para um sobe-e-desce em single track longo até às Casas-Mata, continuando em direção ao lugar das Bananeiras. Na parte final da descida e depois da passagem pela  Casa do Guarda Florestal haverá um posto de abastecimento. 

Na continuação da passagem pelos trilhos da Grande Rota, no lugar das Bananeiras o percurso coincide com o de pequena rota - Costa Norte. Iniciando com a descida em caminho rural, em direção à Baia do Raposo. O percurso segue por um túnel natural de vegetação endémica e onde se pode ouvir o canto do mais pequeno passeriforme da ilha de Santa Maria – a Estrelinha-de-Santa-Maria -  dando lugar o solo argiloso do Barreiro da Faneca que promete testar os limites das forças dos atletas quando estas argilas ficarem coladas aos seus sapatos. No lugar da Cré, a passagem junto do sopé do Monte Gordo faz-se numa descida muito técnica em caminho largo que continua pelas pastagens da Ponta dos Frades até ao lugar onde Cristovão Colombo aportou na ilha em fevereiro de 1493 e onde hoje existe uma grande estátua em sua memória. Depois do posto de abastecimento na Baía dos Anjos, passado junto da piscina natural e do porto de pescas, o percurso segue em diversas pastagens, junto à orla costeira. A partir daqui o terreno relativamente plano e técnico será constante, mesmo nos terrenos da Costa Oeste onde se encontra a plataforma aeroportuária e o Campo Pequeno onde existirá o último posto de abastecimento antes da meta. A descida e subida da Ribeira Seca, direciona o percurso em direção ao farol do Malmerendo, passando junto de instalações onde em tempos existiram salinas. Com chegada à estrada Regional, entrada na zona industrial da ilha, a última passagem técnica faz-se no desvio para a Canada do Campo que desemboca numa rua paralela à principal artéria de Vila do Porto. A meta encontra-se no mesmo lugar do ponto de partida, em frente do claustro do Convento Franciscano, os últimos metros de prova fazem-se, de novo, em calcada típica.

Columbus Grand Trail (CGT)

The Columbus Grand Trail starts at the Largo of the Vila do Porto City Hall towards the Matriz church, continuing through the main road of the village, passing by the São Brás Fort towards the Old Way of the Pier enjoying the Vila do Porto Marina towards the shipyard at Doca Seca, from where it follows the Calhau da Roupa beach and the edge of the Ribeira de São Francisco.

From here the route follows the pedestrian path of the South Coast, passing by the Pedreira do Campo Monument, Figueiral Caves, Prainha and Praia Formosa, all of which are privileged places by the presence of unique marine fossils, sea contemplation and the southern slope of the island to the Fort of São João Batista.

In this route, the floor is mostly covered in a rural path, pasture and sea rock. The route follows on the banks of Ribeira da Praia where the ascent begins to Caminho Velho da Praia to the place of Além, initially by asphalt road and then on technical rocky terrain and regional road until the first gas station. In Além the route is made by footpaths where in the past ox-carts used to transport water from the river, here the slippery technical terrain ends in the rural path of Piedade that will lead athletes to Barreiro da Piedade and, among pastures, on top of Whale Watcher Mount. At Ponta de Malbusca, in a small single track, the route passes close to a precious geological phenomenon, the prismatic disjunction of Ribeira dos Maloàs, and a maritime slope where the southern vineyards are contemplated. Following the route, the athletes are led uphill pastures to the chapel of N. Sr.ª da Boa Morte. The descent to Ribeira do Cardal takes place through the woods, on a slippery clay floor, going back up through pastures to the village of Cardal, where the typical Mariense houses mark the landscape. The asphalt path between Cardal and the beginning of the descent to Baia da Maia will pass to a technical descent in the first vineyard corrals of this place. When passing through the Bay, on narrow paths and along the coast with rolled pebbles, the Gonçalo Velho Lighthouse and the natural pool will always be in view until the second filling station.

Towards the Boa Viagem hermitage, the steep slope goes up the irregular stairs that are born between the vineyard corrals, following the wet pastures, near the Ribeira do Aveiro. The dirt track will take athletes to the center of the parish of Santo Espirito, passing through an old fountain between pastures and the ruins of a windmill. The façade of the church of Nossa Senhora da Purificação marks the center of the parish and athletes are invited to go around it, following the street of the Museum to the cup of Santo António where soups are traditionally served in honor of the Holy Spirit. The ascent of Rua do Boquete will give way to a small technical descent to once again climb two steep pastures towards Azenha and Fonte Clara where the route passes through old rural paths. After passing by the Miradouro do Espigão, the descent is on the way to access pastures and a regional road that takes athletes to the natural amphitheater of the Bay of São Lourenço. The descent to the livel of the sea is made by the stairs between the vineyards of the American variety Isabella. Following the promenade, and after passing through the third filling station, the ascent is made by the steep stairway of Fajazinha to the Barreiro path, which in a gentle descent will lead the athletes to Ponta do Norte where, between pastures, it is contemplated the Bay and islet of Tagarete. The crossing between the place of the North and the Lakes is done by descending in humid terrain that will soon give way to a rural path that goes up the Poço Grande and goes down to Boavista, where we start to contemplate the parish of the nativity, Santa Bárbara, and meet from another filling station.

Leaving the village full of houses with typical Marian architecture, the ascent goes towards Poço da Pedreira, another unique geosite marked by the action of Man in the manual extraction of Pedra-de-Cantaria. Passing by the old windmills of Arrebentão the technical and slippery descent towards the Ribeira do Forno and Cai'água will give way to the long ascent on a rural path towards Pico Alto. On the access road to the highest point of the island, the path diverges up and down a long single track to Casas-Mata, continuing towards the place of Bananeiras. At the end of the descent and after passing through the Casa do Guarda Florestal there will be a gas station.

In the continuation of the passage along the trails of the Grande Rota, in the place of Bananeiras the route coincides with the one of a small route - North Coast. Starting with the descent on a rural path, towards Baia do Raposo. The route goes through a natural tunnel of endemic vegetation and where you can hear the song of the smallest passerine on the island of Santa Maria - Estrelinha-de-Santa - giving way to the clayey soil of Barreiro da Faneca that promises to test the limits of the athletes' strength when these clays stick to their shoes. At the place of Cré, the passage near the foot of Monte Gordo takes place on a very technical descent on a wide path that continues through the pastures of Ponta dos Frades to the place where Cristovão Colombo landed on the island in February 1493 and where today there is a great statue in your memory. After the filling station in Baía dos Anjos, past the natural pool and the fishing port, the route follows on several pastures, along the coast. From here, the relatively flat and technical terrain will be constant, even in the lands of the West Coast where the airport platform is located and Campo Pequeno where there will be the last gas station before the goal. The descent and ascent of Ribeira Seca, directs the route towards the lighthouse of Malmerendo, passing by facilities where there were once salt flats. Arriving at the Regional road, entering the industrial zone of the island, the last technical crossing is made at the diversion to Canada do Campo that ends in a street parallel to the main artery of Vila do Porto. The goal is in the same place as the starting point, in front of the cloister of the Franciscan Convent, the last meters of the race are made again, on a typical pavement.
 

02.Trail Marathon.png

Columbus Trail Marathon (CTM)

1 de Fevereiro de 2020, Ilha de Santa Maria

2020, February 1, Island of Santa Maria

42.9 km  
1440 m  
1430 m
2019_Azores_Trail_Run®_-_Columbus_Marath
Columbus Marathon – (CM 43 km)

A Columbus Marathon inicia-se na Baía de São Lourenço, Área de Paisagem Protegida pelas suas encostas em socalcos de vinha, em que os atletas iniciam a sua prova vislumbrando a baía percorrendo o passeio marítimo, seguindo para a subida pela escadaria ingreme da Fajazinha até ao caminho do Barreiro, que em suave descida conduzirá os atletas à Ponta do Norte onde, entre pastagens, se contempla a Baia e ilhéu do Tagarete. A travessia entre o lugar do Norte e os Lagos faz-se por descida em terreno húmido que logo dará lugar a um caminho rural que sobe o Poço Grande e desce a Boavista, onde se começa a contemplar a freguesia presépio, Santa Bárbara, e encontro de primeiro posto de abastecimento. 

Ao deixar o povoado repleto de casas com a arquitetura típica mariense, a subida faz-se em direção ao Poço da Pedreira, mais um geossítio único marcado pela ação do Homem na extração manual da Pedra-de-Cantaria. Passando junto dos velhinhos moinhos de vento do Arrebentão a descida técnica e escorregadia em direção à ribeira do Forno e Cai’água dará lugar à longa subida por caminho rural em direção ao Pico Alto. Na estrada de acesso ao ponto mais alto da ilha, o caminho desvia para um sobe-e-desce em single track longo até às Casas-Mata, continuando em direção ao lugar das Bananeiras. Na parte final da descida e depois da passagem pela  Casa do Guarda Florestal haverá um posto de abastecimento. 

Na continuação da passagem pelos trilhos da Grande Rota, no lugar das Bananeiras o percurso coincide com o de pequena rota - Costa Norte. Iniciando com a descida em caminho rural, em direção à Baia do Raposo. O percurso segue por um túnel natural de vegetação endémica e onde se pode ouvir o canto do mais pequeno passeriforme da ilha de Santa Maria – a Estrelinha-de-Santa-Maria -  dando lugar o solo argiloso do Barreiro da Faneca que promete testar os limites das forças dos atletas quando estas argilas ficarem coladas aos seus sapatos. No lugar da Cré, a passagem junto do sopé do Monte Gordo faz-se numa descida muito técnica em caminho largo que continua pelas pastagens da Ponta dos Frades até ao lugar onde Cristovão Colombo aportou na ilha em fevereiro de 1493 e onde hoje existe uma grande estátua em sua memória. Depois do posto de abastecimento na Baía dos Anjos, passado junto da piscina natural e do porto de pescas, o percurso segue em diversas pastagens, junto à orla costeira. A partir daqui o terreno relativamente plano e técnico será constante, mesmo nos terrenos da Costa Oeste onde se encontra a plataforma aeroportuária e o Campo Pequeno onde existirá o último posto de abastecimento antes da meta. A descida e subida da Ribeira Seca, direciona o percurso em direção ao farol do Malmerendo, passando junto de instalações onde em tempos existiram salinas. Com chegada à estrada Regional, entrada na zona industrial da ilha, a última passagem técnica faz-se no desvio para a Canada do Campo que desemboca numa rua paralela à principal artéria de Vila do Porto. A meta encontra-se no mesmo lugar do ponto de partida, em frente do claustro do Convento Franciscano, os últimos metros de prova fazem-se, de novo, em calçada típica.

Columbus Marathon – (CM 43 km) 

The Columbus Marathon starts in São Lourenço Bay, a Protected Landscape Area due to its slopes in terraced vineyards, in which athletes start their race by glimpsing the bay along the maritime promenade, following the climb up the steep stairway of Fajazinha until on the way to Barreiro, which in a gentle descent will lead athletes to Ponta do Norte where, between pastures, the bay and Tagarete islet are contemplated. The crossing between the place of the North and the Lakes is done by descending in humid terrain that soon will give way to a rural path that goes up the Poço Grande and goes down to Boavista, where we start to contemplate the parish of the nativity scene, Santa Bárbara, and meet first filling station.

Leaving the village full of houses with typical Mariense architecture, the ascent goes towards Poço da Pedreira, another unique geosite marked by the action of man in the manual extraction of Pedra-de-Cantaria. Passing by the old windmills of Arrebentão the technical and slippery descent towards the Ribeira do Forno and Cai'água will give way to the long climb up the rural path towards Pico Alto. On the access road to the highest point of the island, the path diverges up and down a long single track to Casas-Mata, continuing towards the place of Bananeiras. At the end of the descent and after passing through the Casa do Guarda Florestal there will be a gas station.

In the continuation of the passage along the trails of the Grande Rota, in the place of Bananeiras the route coincides with the one of a small route - North Coast. Starting with the descent on a rural path, towards Baia do Raposo. The route follows a natural tunnel of endemic vegetation and where you can hear the song of the smallest passerine on the island of Santa Maria - Estrelinha-de-Santa-Maria - giving way to the clay soil of Barreiro da Faneca that promises to test the limits of the strength of the athletes when these clays stick to their shoes. At the place of Cré, the passage near the foot of Monte Gordo takes place on a very technical descent on a wide path that continues through the pastures of Ponta dos Frades to the place where Cristovão Colombo landed on the island in February 1493 and where today there is a great statue in your memory. After the filling station in Baía dos Anjos, past the natural pool and the fishing port, the route follows on several pastures, along the coast. From here, the relatively flat and technical terrain will be constant, even in the lands of the West Coast where the airport platform is located and Campo Pequeno where there will be the last gas station before the goal. The descent and ascent of Ribeira Seca, directs the route towards the lighthouse of Malmerendo, passing by facilities where there were once salt flats. Arriving at the Regional road, entering the industrial zone of the island, the last technical crossing is made at the diversion to Canada do Campo that ends in a street parallel to the main artery of Vila do Porto. The goal is in the same place as the starting point, in front of the cloister of the Franciscan Convent, the last meters of the race are made again, on a typical pavement.
 

 
03.Half Marathon.png

Columbus Half Marathon (CHM)

1 de Fevereiro de 2020, Ilha de Santa Maria

2020, February 1, Island of Santa Maria

22.9  
420 m  
630 m
2019_Azores_Trail_Run®_-_Columbus_Half_M
 
Columbus Half Marathon – (CM 23 km)

A Columbus Half Marathon terá início em frente à ermida de Nossa Senhora de Fátima, seguindo em direção às bananeiras com a sua descida em caminho rural, em direção à Baia do Raposo. O percurso segue por um túnel natural de vegetação endémica e onde se pode ouvir o canto do mais pequeno passeriforme da ilha de Santa Maria – a Estrelinha-de-Santa-Maria -  dando lugar o solo argiloso do Barreiro da Faneca que promete testar os limites das forças dos atletas quando estas argilas ficarem coladas aos seus sapatos. No lugar da Cré, a passagem junto do sopé do Monte Gordo faz-se numa descida muito técnica em caminho largo que continua pelas pastagens da Ponta dos Frades até ao lugar onde Cristovão Colombo aportou na ilha em fevereiro de 1493 e onde hoje existe uma grande estátua em sua memória. Depois do posto de abastecimento na Baía dos Anjos, passado junto da piscina natural e do porto de pescas, o percurso segue em diversas pastagens, junto à orla costeira. A partir daqui o terreno relativamente plano e técnico será constante, mesmo nos terrenos da Costa Oeste onde se encontra a plataforma aeroportuária e o Campo Pequeno onde existirá o último posto de abastecimento antes da meta. A descida e subida da Ribeira Seca, direciona o percurso em direção ao farol do Malmerendo, passando junto de instalações onde em tempos existiram salinas. Com chegada à estrada Regional, entrada na zona industrial da ilha, a última passagem técnica faz-se no desvio para a Canada do Campo que desemboca numa rua paralela à principal artéria de Vila do Porto. A meta encontra-se no mesmo lugar do ponto de partida, em frente do claustro do Convento Franciscano, os últimos metros de prova fazem-se, de novo, em calcada típica.

Columbus Half Marathon – (CM 23 km) 

The Columbus Half Marathon will start in front of the chapel of Nossa Senhora de Fátima, heading towards the banana trees with its descent on a rural path, towards Baia do Raposo. The route follows a natural tunnel of endemic vegetation and where you can hear the song of the smallest passerine on the island of Santa Maria - Estrelinha-de-Santa-Maria - giving way to the clay soil of Barreiro da Faneca that promises to test the limits of athletes' strengths when these clays stick to their shoes. At the place of Cré, the passage near the foot of Monte Gordo takes place on a very technical descent on a wide path that continues through the pastures of Ponta dos Frades to the place where Cristovão Colombo landed on the island in February 1493 and where today there is a great statue in your memory. After the filling station in Baía dos Anjos, past the natural pool and the fishing port, the route follows on several pastures, along the coast. From here, the relatively flat and technical terrain will be constant, even in the lands of the West Coast where the airport platform is located and Campo Pequeno where there will be the last gas station before the goal. The descent and ascent of Ribeira Seca, directs the route towards the lighthouse of Malmerendo, passing by facilities where there were once salt flats. Arriving at the Regional road, entering the industrial zone of the island, the last technical crossing is made at the diversion to Canada do Campo that ends in a street parallel to the main artery of Vila do Porto. The goal is in the same place as the starting point, in front of the cloister of the Franciscan Convent, the last meters of the race are made again, on a typical pavement.
 

  • Facebook - Círculo Branco
  • Flickr - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
strava.png
Alto Patrocínio / Main Sponsor
GRA VP Vertical CMYK.png
Patrocinadores / Sponsors
click-01.png
Associados / Associates
UTMBQualifyingRace.png
LOGOGTNS.png
UTWT.png
Xtrail_by_compressport_banner_PNG.png
Patrocinadores de Prova / One Trail Sponsor
Azores Trail Run
Triangle Adventure
Triangle Adventure

info@azorestrailrun.com
© 2018 Azores Trail Run